Visualização de vídeos

Os vídeos e músicas postados neste espaço podem não ser visualizados em versões mais recentes do Internet Explorer, sugiro a utilização do Google Crome, mais leve e rápido, podendo ser baixado aqui.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

A eternidade

video

Quando era paciente do Dr. Luís Müller de Paiva muitas vezes foi debatido, nas sessões de psicoterapia em grupo às quais frequentava, sobre o medo da morte.
Várias vezes pensamos que temos medo é do fim de tudo e também do que encontraríamos do outro lado.
Discutíamos, sob os aspectos de várias crenças,sobre o que encontraríamos após a morte, e como cada um tinha sua opinião sobre o tema, sempre divergiamos.
O que me marcou foi perceber que o vazio que sentia em relação ao assunto era só o incorformismo pela falta de continuidade, de que com minha morte, secaria um galho, ramo ou o principal, uma fruta,cujas sementes não vicejariam, e não transmitiriam, não a minha carga genética, e sim a dos meus pais.
Quando soube que poderia ser pai, vários bons pensamentos me ocorreram, comecei a sonhar.
Bati de frente, também com a constatação de que deixaria de ser filho, e teria que ser pai.
A maior emoção que senti, e que tenho certeza que não é exclusiva, é ter nos braços uma pessoa, recém nascida, que me identificou e se aninhou em meus braços, da mesma maneira com que me ponho a dormir.
Quando pensava em filhos, nunca visualizava um rapaz, tinha sempre em meus devaneios a companhia de uma senhorita, que seria Maria Augusta.
Como a mãe tem a maior e melhor participação, combinamos que, após muita negociação, que Maria seria inegociável, e que como ela já tinha uma homenagem prometida, à sua tia Lydia, tivemos o nome de nossa filha.
Aliás tradição que, se dependender de mim, será seguida.
Contei a última vez, desde minha Vó,Maria Berardo, 14 descendentes com seu nome.
Em linha direta, tenho várias Marias : Maria da Glória, Maria Carolina, Maria Fernanda e Maria Lydia, todas com o sobrenome Campos, e que pelo gênio todas são Berardo.
Pelo lado dos Campos, sua curiosidade e boa memória me faz antever um bom conhecimento.
Como diz seu avô, terá muito assunto nas festinhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário