Visualização de vídeos

Os vídeos e músicas postados neste espaço podem não ser visualizados em versões mais recentes do Internet Explorer, sugiro a utilização do Google Crome, mais leve e rápido, podendo ser baixado aqui.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Rubem Grillo - Xilográfico

Uma grande exposição de gravuras, que além da beleza e da excelência na execução, apresenta desenhos instigantes, que nos induzem à reflexão.

Vários elementos surrealistas do sub-consciente são aflorados, trazidos à luz, causando-nos a vontade de decifrá-los.

Mais uma grande mostra da Caixa Cultural, que cada vez mais, se torna a grande referência na divulgação de nossos grandes artistas.

O catálogo primoroso deste evento, fecha com chave de ouro nosso contato com este grande artista.


Worrisome Heart - Melody Gardot

Nesta música de Melody Gardot, de seu disco recente, percebi grande influência de Summertime, mas é bem agradável de se ouvir.

Abaixo das imagens, fornecidas pela assessoria de imprensa da Caixa Cultural, o "press-release" dos curadores.







XILOGRAVURAS DE RUBEM GRILO NA CAIXA CULTURAL SÃO PAULO

Com curadoria do próprio artista, a mostra percorre os últimos 26 anos de um dos mais importantes xilogravadores brasileiros vivos

A CAIXA Cultural São Paulo apresenta, de 23 de outubro a 28 de novembro, a exposição “Rubem Grilo – Xilográfico (1985 a 2010)”, com 116 obras do artista plástico, sendo 91 xilogravuras, 6 matrizes e 19 colagens. As obras expostas, de diferentes formatos, em sua maioria, são inéditas. A exposição, patrocinada pela CAIXA, fica aberta para visitação no centro da cidade, com entrada gratuita.

A mostra “Rubem Grilo – Xilográfico (1985 a 2010)” reúne uma etapa de grande autonomia da trajetória do artista e revela um Rubem mais profundo e amadurecido. O público terá a oportunidade de ver uma primorosa seleção de obras, cujos temas e abordagens ganham ampla densidade e configuração dramática, adquirindo abrangências filosóficas. Paralelamente ao mergulho nas questões humanas, seu processo criativo remete-se para o fato plástico essencial: a síntese gráfica na construção do espaço.

Rubem Grilo traz para a CAIXA Cultural uma produção na qual exibe obras com um alto padrão de sofisticação técnica, gráfica e visual. Trata-se da mais significativa exposição de seus quase 40 anos de atividade profissional. Mesmo não se tratando de uma retrospectiva, a exposição resume obras produzidas durante os últimos 26 anos.

Um destaque inovador desta mostra é a exposição de um conjunto de 6 matrizes, de maiores dimensões, desenhadas e gravadas – placas de madeira com que são feitas as cópias xilográficas – que ainda não foram entintadas, permitindo, nesse nível do processo, ver a feitura da gravura e o acurado trabalho de desenho e gravação na madeira. Após o entintamento das matrizes essas etapas se perdem, constituindo a exposição desses estágios a oportunidade única de conhecer o trabalho em sua gênese.

Outro aspecto do trabalho pode ser visto, pela primeira vez: são as 19 colagens, realizadas em 2009. Nessa experiência, ligada à síntese gráfica, complementam as 91 xilogravuras selecionadas.

O foco principal da exposição é a produção mais recente. Setenta e cinco por cento das obras, em visitação, pertencem aos últimos cinco anos. Ao pontuar com obras realizadas em períodos anteriores, o interesse é marcar a trajetória, criando um fato temporal, como sendo um campo auto-referente e ao mesmo tempo em permanente transformação.

“Escolhi a xilogravura pelo fato dela ser simples, direta, quase rudimentar, e me permitir o envolvimento com duas experiências básicas e complementares: o desenho e a gravação”, explica Rubem Grilo. “Optei pelo preto-e-branco, na xilogravura, porque a cor já é suficientemente capaz de comover. O preto possui a neutralidade para visualizar o que foi gravado. Não se trata de uma escolha nostálgica, mas tem a ver com uma visão de mundo, a concentração em mim mesmo, propiciada pela intensidade da prática manual e do olhar, em busca do aprimoramento e autoconhecimento, por meio da dilatação da experiência”, completa o artista.

Sobre o artista:

Rubem Grilo é um dos principais expoentes da gravura do país. Realizou cerca de 60 mostras individuais e mais de 100 coletivas, no Brasil e no exterior, dentre elas duas Bienais de São Paulo (1984 e 1998).Nasceu em Pouso Alegre, Minas Gerais, em 1946. Em 1971, mudou-se para o Rio de Janeiro e realizou suas primeiras xilogravuras.

Rubem Grilo ilustrou (entre 1973 e 1985) as páginas de importantes jornais do país, dentre eles: Opinião, Movimento, O Pasquim, Jornal do Brasil e Folha de São Paulo. Realizou, para o projeto gráfico d’O Globo, em 1985, as vinhetas da agenda cultural e do horóscopo. Atualmente, ilustra aos domingos a crônica de Ferreira Gullar, na Ilustrada da Folha de São Paulo.

Em 1985, lançou o livro Grilo: Xilogravuras. Em 1990, recebeu o segundo prêmio da Xylon Internacional, Suíça e, em 2002, o prêmio Golfinho de Ouro do Conselho Estadual de Cultura do Rio de Janeiro. Tem trabalhos publicados em revistas especializadas, como Graphis, Suiça; Who’s Who in Art Graphic, Suíça; Novum Gerbrauchsgrafik, Alemanha; Print, USA e Idea, Japão; entre outros.

Como curador, Rubem Grilo realizou exposições como Impressões - Panorama da xilogravura brasileira, abrigada pelo Santander Cultural, de Porto Alegre (2004), Pensar gráfico, no Paço Imperial (1998); o evento Mostra Rio Gravura (1999), que reuniu 70 exposições em 45 instituições culturais da cidade, expondo cinco mil gravuras.

A exposição Rubem Grilo – Xilográfico (1985 a 2010) foi aprovada pelo edital 2009 de ocupação dos espaços da CAIXA Cultural e ficará em cartaz até o dia 28 de novembro de 2010. Em 2009, também foi vista na CAIXA Cultural Rio de Janeiro e exibida na CAIXA Cultural Salvador, entre os dias 2 de setembro e 10 de outubro de 2010.

SERVIÇO:

Exposição Rubem Grilo Xilográfico (1985-2010)

Abertura para convidados e imprensa: dia 23 de outubro de 2010, às 11h

Visitação: de 23 de outubro a 28 de novembro de 2010

Horário de visitação: de terça-feira a domingo, das 9h às 21h

Local: CAIXA Cultural São Paulo (Sé) - Galeria D. Pedro II - Praça da Sé, 111 – Centro – São Paulo (SP)

Informações, agendamento de visitas mediadas e translado (ônibus) para escolas públicas: (11) 3321-4400

Acesso para pessoas com necessidades especiais

Entrada: franca
Recomendação etária: livre
Patrocínio: Caixa Econômica Federal

3 comentários:

  1. Macário: Gostei muito dos trabalhos de Rubem Grilo. Obrigada pelo convite via facebook. São obras que nos instigam sair do cotidiano acelerado e mesquinho e adentrar no mundo lento, moroso do artista que tão bem conhece o labirinto do Tempo; que sabe como ninguém ordenar o caótico espaço finito. Vejo na xilogravura, e mais recentemente no stencil, o ancestral desejo do homem de objetivar-se como natureza num solo excessivamente racional e efêmero. Presenciei um jovem artista de rua cortar um stencil e fiquei encantada com a despreocupação dele com o tempo e com o destino daquele trabalho. Para ele, o importante era a ação,o fazer, o lapidar, o cortar, o manejar o bisturi sobre o papel. Ou seja, o domínio dos sentidos sobre a matéria bruta.Tenho predileção pela xilogravura, pelo stencil e por todas as artes emancipadas do academicismo, por me parecerem mais próximas do estar Aqui; do convívio com valores e elementos aparentemente extintos mas tão queridos por aqueles que compreendem - e expressam - a vida com um agudo conhecimento trágico e uma aceitação graciosa do existente. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Que massa, gosto muito desse estilo.

    ResponderExcluir