Visualização de vídeos

Os vídeos e músicas postados neste espaço podem não ser visualizados em versões mais recentes do Internet Explorer, sugiro a utilização do Google Crome, mais leve e rápido, podendo ser baixado aqui.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

E a nova MPB?

" E ainda há quem tenha certeza de que a MPB não vive uma fase de declínio…" - Daniel Piza - O Estado de São Paulo - 22/08/2010

Já tinha separado esta música em duas versões para comentar a secura, a falta de imaginação e de qualidade da atual MPB, quando li na coluna do Daniel Piza esta observação.

Tenho notado já há algum tempo que não aparece ninguém na cena musical brasileira que produza bons trabalhos e se fixe como um ídolo ou mantenha uma carreira longeva.

As cantoras de hoje parecem ter tido aulas com a mesma professora, pois cantam todas, com honrosas exceções, com o mesmo timbre, sendo quase impossível diferenciar uma das outras.

E o pior quando se atrevem a mostrar suas próprias composições, pensam ter encontrado o Santo Graal da nova MPB.

Hoje quase não existe mais cantores puros, os bons cantores masculinos são também compositores que interpretam suas obras com certa competência.

Penso que não há interesse das gravadoras em elevar o nível do trabalho de seus contratados, há somente o desejo do lucro fácil vindo de uma cultura rasteira.

Ainda bem que existem alguns artistas que tentam preservar o que de bom foi feito por nossos sempre ídolos, como esta gravação de Marina Machado com a participação de Samuel Rosa de uma música de Roberto e Erasmo, gravada pelo Tremendão em 72.

O mais interessante é notar que o novo arranjo mudou pouco o original, tendo mantido as bases e o enriquecido com novos instrumentos.



Grilos - Erasmo Carlos





Grilos - Marina Machado e Samuel Rosa



6 comentários:

  1. Macário, tenho a impressão que o que autentica essa pobreza e a falta do despontar de novos talentos é o aspecto da sociedade atual. É tanta informação, tanta gente, tanta "conexão", que provavelmente muitos talentos ficam pulverizados no meio desse tanto que a tecnologia provê, que no fim das contas evidencia muito pouco. O excesso cega, conforma e acomoda. Compartilho com vc esse sentimento de lacuna não só na música brasileira, mas em diversos segmentos das artes. Abs, Clarissa

    ResponderExcluir
  2. Oi Clarissa,
    É tão latente isto que por sorte há vários artistas gravando grandes músicas, como o rapper gravando Jorge Ben; Skank e Titãs gravando Roberto Carlos; Zeca Pagodinho gravando João Dontato; Silvia Machete gravando um disco inteiro com músicas do Erasmo; Monica Salmasso gravando Chico Buarque; etc.
    Isto sem contar que nas artes plásticas não vejo ninguém se sobressair fora do grafite.

    Bjs,

    ResponderExcluir
  3. se eu fosse você faria um passei pelo http://palcomp3.com/

    www.myspace.com/
    creio que lá há do ruim e do bom, agora sem o Jabá as gravadoras preferem fazer investimentos só no que mesmo piratiado vende um pouco,,,
    abraços

    ResponderExcluir
  4. Ediney, bem vindo!

    Por uma grande coincidência, precisei conhecer artistas (músicos) de Natal - RN, e o onisciente Google me conduziu ao Palco MP3, descobri uma cantora que estará no meu próximo comentário, já que gosto de ter em meus comentários um fundo musical que tenha a ver com o assunto tratado.
    Abraços,

    ResponderExcluir
  5. Muito bom gosto! Parabéns pela postagem e pelo Blog.
    Abrs. Lucio Lucena - Do blog "Saco Mucho"

    ResponderExcluir
  6. Perfeita analise e perfeita musica!
    Parabéns!

    ResponderExcluir